Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diasdechocolate

diasdechocolate

Coisas de trabalhadora independente #2

Enquanto trabalhadora "a recibos verdes", os direitos passam apenas por um: direito a trabalhar! Quais descontos para a reforma, qual quê?! Pago tu-di-nho com a miséria que ganho: seguro de trabalho, IVA, IRS, segurança social...no fundo, tudo aquilo a que o Estado acha que tem direito mas não os concede a ninguém! A par disto, ando todo o santo dia com o meu carrito na estrada (e, infelizmente, ele não consome água nem ar) e nem essas despesas são contempladas para, pelo menos, atenuar a sensação de roubo que sinto quando tenho de fazer algum pagamento às finanças! Há dois anos que trabalho assim mas mantenho a dificuldade em aceitar que as condições sejam tão precárias. O mais lastimável é que somos milhares a trabalhar a (falsos) recibos verdes e nada parece mudar! Como se isto já não fosse mau que chegasse, há ainda aquelas instituições  que se "esquecem" de liquidar os honorários. O trabalho está (mais do que) feito, a papelada está toda preenchida, entregue e assinada e...nada! Há uns meses conclui um trabalho que disto é exemplo! Aposto que os meus recibos já devem ter uma camadinha de pó tão generosa que nem se distinguem as letras mas suspeito que ainda lá vão continuar à espera que alguém levante o seu real rabo da cadeira e prossiga os pagamentos! Mas não vale a pena ter pressa! Toda a gente sabe que somos exageradamente bem pagos e só entregamos os honorários para não confundirmos os recibos verdes com as notas de cem euros que temos a forrar a secretária! 

 

 

 

 

Pronto, já desabafei!!!