Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diasdechocolate

diasdechocolate

Incapacidade gera...discriminação

Já tenho reparado nisto muitas e muitas vezes e fico sempre sem perceber o motivo. O quê? Então eu passo a explicar. Hoje de manhã, durante o meu pequeno-almoço de baleia, estava a ver uma notícia sobre uma actividade que os utentes de uma instituição desenvolvem não só para ocuparem os seus dias como também para rentabilizar uma matéria-prima típica da região. Até aqui tudo bem. Acontece que esses utentes (maiores de idade) sofriam de deficiências físicas e cognitivas e, quase sempre nestes casos, os jornalistas resolvem tratá-los por tu e não por você como, respeitosamente, fazem com outras pessoas maiores de 18 anos. Como disse no início, já reparei nisto dezenas de vezes e parece-me não só uma falta de respeito como também uma forma de discriminação à descarada. Nunca vi um jornalista entrevistar outros adultos e tratá-los por tu, por isso parece-me demasiado idiota que o faça neste caso, ainda mais quando o faz para uma reportagem que será transmitida para todo o país/mundo e que deve ser um modelo no que toca ao respeito e correção da linguagem aí utilizada. Na realidade (na triste realidade), é só um reflexo da atitude do país perante pessoas com incapacidade. Não podemos esquecer outros como a falta de rampas de acesso às instituições, a altura a que estão as caixas multibanco, os estacionamentos reservados muitas vezes ocupados por pessoas "apenas" mal educadas, a falta de oportunidades de trabalho...enfim! Estes são só alguns dos actos que, a par deste, deixam a descoberto aquilo que ainda há a fazer na inclusão de pessoas com deficiências físicas e défices cognitivos. Pena é que passem os anos e só se ouçam discursos e nada passe disso mesmo, apenas palavras!