Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diasdechocolate

diasdechocolate

Os adolescentes são uma espécie estranha!

Há uns dias estive em contacto com...a-do-les-cen-tes! Não foi por vontade própria mas calhou estarem no mesmo sítio onde eu tinha (mesmo) de estar. Não deu para fugir para lado nenhum, não tinha tampões para colocar nos ouvidos, pelo que vivi uns momentos de verdadeira tortura.

Não é novidade que a adolescência é a fase mais ridícula da nossa vida. Principalmente da vida das raparigas. São as inseguranças com o corpo, o turbilhão hormonal que nos muda o humor de um minuto para o outro e mais umas quinhentas coisas que tornam os dias complicados de viver. Eu compreendo tudo isto, também já passei por esta fase! O que me parece é que as (e os) adolescentes do presente sofrem de tudo isto mas num grau muitíssimo superior!

No tempo que lá estive, vi as miúdas sempre agarradas aos seus concorridos telemóveis, vi-as disputarem o mesmo rapaz (tão típiiico) e até vi uma delas a chorar por causa do diário. Tudo isto acompanhado daqueles gritinhos estéricos que enervam qualquer santo! Mas vamos por partes: quando cheguei falavam de um amiguinho que nem sequer lá estava e , que, supostamente, namora com uma mas "anda aos filmes" com as outras duas (esta expressão é mesmo delas). Depois de terem berrado várias vezes que eram as eleitas do moço, focaram-se na namorada oficial ou melhor, no diário dela. Queriam que ela lhes lesse uns trechos sobre a "relação" que mantinha com o adorado rapaz. A miúda recusou por ser um objecto muito pessoal mas, ao invés de guardar o diário na mochila e evitar mais confusões, deixou-o em cima da mesa, mesmo a jeito das "amigas" lhe pegarem e fazerem dele o que quisessem. Acho que não será preciso dizer que foi mesmo isso que aconteceu. Pegaram no diário, com pouca resistência por parte da dona e leram durante uns cinco segundos até à miúda começar com gritinhos a manifestar-se ofendida. Quando eu pensava que a situação não piorava, eis que a (irritante) miúda que pegou no diário o deixou cair com tão pouco cuidado na secretária que rasgou a capa ou dobrou uma folha ou sei lá bem o que aconteceu. O que se seguiu eu só tinha visto em novelas: a miúda, ao perceber que o diário se estragou, começa a chorar e desata a correr corredor fora para a casa de banho. As amiguinhas riram-se que nem perdidas e a minha vontade era fazer o mesmo, confesso. Já não convivia assim com malta destas há algum tempo de maneira que já não me lembrava bem do que os jovens adolescentes eram capazes. Mas uma coisa eu tenho a certeza, não quero viver momentos destes nos próximos tempos. Eu sei que eles são o futuro (que medo) mas fiquei cansada de os ouvir...e de os ver!