Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diasdechocolate

diasdechocolate

Os labirintos têm sempre saída?

Nesta luta desenfreada por um trabalho, há dias melhores do que outros. Se, por um lado, há uma grande motivação para contrariar o enguiço, por outro, surge a desmotivação quando quase todas as respostas que chegam são negativas ou desonestas. Lá escapa uma ou outra mas a verdade é que, quando penso no futuro, só me apetece chorar. Trabalhar a recibos verdes é mau, pior é trabalhar a recibos verdes umas horas aqui e ali....Hoje é daqueles dias...maus. Talvez por ter dormido pouco, talvez por não conseguir mais respostas, talvez por esta situação se arrastar há já três semanas. Procuro novos locais, envio currículos, entrego-os pessoalmente, pergunto a pessoas mas o resultado é o mesmo. E isto desmotiva. Não se deve deitar a tolha ao chão mas a sensação de estar num labirinto sem encontrar um indício de saída é aterrador. O facto de ter demasiado tempo livre também não ajuda. Gosto de sentir a agenda cheia, de fazer listas com todos os afazeres para não me passar nada, mesmo que o trabalho seja uma porcaria mas ocupa o tempo. E ocupar o tempo é ocupar a cabeça e cabeça ocupada faz-me mais produtiva, criativa e, claro, mais feliz!

Gostaria de ser como aquelas mentes luminosas que no meio da catástrofe conseguem desenvolver uma ideia que as realiza e dá frutos mas a minha lista de talentos não vai muito para além de colher sangue e fazer panquecas mais ou menos bonitas. Tenho os meus sonhos só que acho que não lhes deposito confiança que chegue (estupidez, eu sei mas o pessimismo é a minha pior qualidade). Gostaria de criar algo meu, de ter algo meu mas até lá há muito caminho a percorrer. Há quem diga que pudemos ser o que quisermos...será mesmo assim? Os que vencem são os que nunca desistem, os que têm sorte ou os que combinam os dois fatores? Triunfar é fazer mais do mesmo, fazer diferente, fazer melhor ou fazer o que se acredita? Acreditar e lutar chega para alcançar alguma coisa? Há momentos em que tudo parece possível e há uma onda de motivação que me invade, depois há também o reverso da medalha que é amargo de ultrapassar! Tenho exemplos de tudo mas tenho exemplos bem próximos de muita resiliência que deram frutos após duras batalhas mas sinto que a cada pequeno passo que dou, dou também um tiro em cada pé e não chego a lado nenhum! Recomeça-se quantas vezes quando se falha? Quando é que se sabe que não vale a pena investir mais em alguma coisa? Como é que se recomeça?

 

É o que eu digo, estou num labirinto...e o pior é não saber se ainda estou no início....