Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diasdechocolate

diasdechocolate

Vamos ser felizes para sempre?!

Por contigências da vida e do trabalho, dava muitas vezes por mim a ser mal agradecida com a vida. Não é que passasse a vida a resmungar mas stressava (e ainda stresso) com pormenores ridículos no dia-a-dia: o senhor lentinho do carro da frente, a falta de tempo para treinar, ler ou descansar, a insatisfação com algumas coisa da minha vida... Dava por mim a cerrar os dentes nervosamente, a responder mal às pessoas mais importantes ou a dizer palavrões para mim mesma quando algo me fugia dos planos. Na realidade, ainda continuo a fazê-lo mas com menor frequência que antes. Não mudei completamente na viragem do ano mas achei que o início de 2016 seria uma boa altura para mudar algumas coisas e "obriguei-me" a ser mais tranquila. Tranquila e agradecida! Eu sei, ouve-se falar de gratidão em todas as esquinas mas antes de censurar a moda, acho melhor aprender com ela. No dia-a-dia, acredito que há sempre uma data de coisas boas que passamos por cima sem lhes dar valor: um bom pequeno-almoço, o conforto do nosso carro, o aconchego da lareira, a sensação de bem-estar após um bom treino, o sorriso de alguém, a gentileza dos outros, o sentimento de felicidade quando fazemos o bem...."pequenas-grandes coisas" a que tenho dado mais atenção e que, sem dúvida, me fazem mais feliz e menos preocupada! Não deixei de ter objetivos, não deixei de me irritar ou preocupar mas faço-o com menos intensidade e tenho aprendido a relativizar os problemas. 

No final do ano, li um livro (o meu primeiro) do Robin Sharma e acho que foi isso que catapultou a minha mudança: o livro "Quem chorará por mim"  compila uma serie de conselhos do autor para ter uma vida mais feliz. Ainda que estes livros de auto-ajuda não sejam muito a minha praia, aquele fez-me refletir sobre praticamente tudo e delinear algumas estratégias. Umas vou pondo em prática, outras vou-me mentalizando para começar a fazê-las!

Há uns dias, numa reunião de trabalho, alguém disse acreditar na lei do retorno em que espalhando o bem, este acabaria por voltar a nós na mesma medida! Não sei se a lei existe mas acreditar poderá ser o primeiro passo para se concretizar! Eu acredito mas, por enquanto, vou agradecendo o que tenho e sonhando pelo que quero, sem esperar o tal retorno!

 

Boa semana (com o foco no que é realmente importante)!!

be-happy-eat-exercise-happy-life-live-Favim.com-62

 

1 comentário

Comentar post